Pratique exercícios físicos e previna o câncer de mama

 

Estamos em outubro, mês de campanhas mundiais para a prevenção do câncer de mama e de colo de útero, conhecido como Outubro Rosa.

A neoplasia nas mamas é o tipo mais comum de câncer entre as mulheres em nosso país, com 28% dos casos dentre os outros tipos que podem ocorrer.

Quase raro de surgir antes dos 35 anos, é detectado através de exames simples de toque feitos em casa (autoexame), através de exames laboratoriais e radiografias como a mamografia.

Como o maior risco está associado à mudança hormonal com a chegada da menopausa, a indicação da prática de exercícios pode colaborar para manter os níveis dos hormônios estáveis durante esse período.

Estudos comprovam que as atividades físicas previnem em 7% qualquer tipo de câncer, e no caso do câncer de mama, podem prevenir até 25%.

Uma boa notícia, não é mesmo?

Então pegue agora o seu par de tênis, uma roupa confortável e comece a mexer o corpo!

 

Quais tipos de exercícios são benéficos para prevenir o câncer de mama?

 

                  Qualquer exercício é indicado para a prevenção do câncer na mulher, mas elas devem ficar atentas à frequência que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que é de no mínimo 2 horas e meia por semana.

Praticá-los de forma moderada a intensa tem se mostrado mais eficiente do que caminhadas e outros exercícios mais leves, porém o importante é não se deixar acometer pelo sedentarismo.

A queima de gordura promovida pelo organismo retira esses substratos que servem para alimentar a célula cancerígena e faz com que elas não se desenvolvam com tanta rapidez.

Sendo assim, a prevenção é maior dentre os que malham mais pesado por diminuir os lipídeos no sangue, reduzir a formação de vasos ao redor das células e inibir a produção de hormônios como a insulina e o estrogênio que se encontram em excesso em pessoas obesas.

 

Se já houve o diagnóstico de câncer de mama, a pessoa pode se exercitar?

 

                  Certamente uma notícia de uma doença como esta deixa qualquer pessoa devastada.

            A incidência de casos é bastante alta, mas a cura também é caso o diagnóstico seja feito precocemente e o tratamento seguido de forma correta.

            Os exercícios durante o tratamento ajudam na recuperação e podem aliviar sintomas das fortes medicações recebidas.

            Apesar do cansaço e do desânimo, é recomendado fazer algum tipo de atividade física, pois elas ajudam na diminuição dessa fadiga, diminuem a ansiedade e aumentam a autoestima.

            A manutenção da massa muscular e da resistência física são fatores que contribuem até para que não haja uma recorrência da doença.

 

Por onde começar?

 

                  Para aqueles que nunca praticaram nenhuma atividade física é importante uma consulta a um médico de confiança e acompanhamento por um educador físico durante a prática.

            Às mulheres que receberam o diagnóstico da doença, é necessária a autorização de seu médico, principalmente quanto à frequência e intensidade dos exercícios.

            Existem grupos que se reúnem todos os dias em praças e locais públicos. São pessoas que venceram a batalha contra o câncer, com histórias que podem incentivar e ajudar a outros a alcançarem os mesmos resultados.

            Os benefícios dos exercícios vão muito além do que podemos imaginar. Mesmo que seu tempo seja curto e que haja muitos compromissos durante o dia, tente reservar um período de seu dia para eles.

            Incentive também as mulheres que conhece, para que elas tenham mais qualidade de vida e possam prevenir o câncer de mama de forma simples e prazerosa.