Você já deve ter sentido aquela puxada involuntária nas pernas ou em outra parte do corpo depois de fazer algum exercício ou até mesmo durante a atividade física.

Quando ela acontece durante o treino, você nem consegue mais continuar!

São as temidas cãibras, e elas acontecem porque o seu corpo está dando um alerta de que algo não está bem. E você sabe o que é?

Se elas aparecem durante uma atividade física, provavelmente o condicionamento físico não está adequado ou a alimentação não é suficiente para suprir os nutrientes necessários para a sua realização.

São súbitas e sorrateiras, surgem quando menos se espera, e não há como saber quando elas ocorrerão, porém, existem maneiras de evitá-las.

Já demos algumas dicas sobre o que as causa: alimentação e condicionamento, então vamos detalhar um pouco mais sobre esses aspectos nesse artigo.

 

Condicione-se para ficar longe das cãibras

 

O condicionamento está ligado ao quanto de oxigênio você disponibiliza para o seu corpo. Se o seu condicionamento é baixo, pode faltar oxigênio quando exagera na intensidade e no tempo de exercício.

Sem esse elemento na circulação do sangue, os músculos vão à exaustão e por isso, a correta respiração é de extrema importância.

Além disso, é preciso preparar o músculo repetindo os exercícios até que ele se adapte às necessidades de força e resistência. Isso pode durar dias, semanas e até meses.

 

Hidrate-se não apenas com água

 

A falta de vitaminas e minerais é um fator importante que pode levar à fadiga muscular e, consequentemente, às cãibras.

Ao suarmos, o corpo perde sódio e potássio, o que pode levar a uma contração muscular e também à desidratação. Ao repormos o suor, precisamos não apenas de água, mas dos sais que foram perdidos.

A água é de extrema importância, mas para repor esses sais existem bebidas preparadas especialmente para esse fim, que são os isotônicos.

Eles são fáceis de encontrar, mas devemos nos atentar que são feitos para atletas e para repor o que se perde durante atividades físicas, não devendo ser ingeridos caso não haja essa necessidade.

 

Alimente-se de forma balanceada

 

Não adianta torcer o nariz! É preciso acrescentar muitas frutas, legumes e verduras na alimentação para evitar as cãibras.

É nesses alimentos que estão os nutrientes que vão ajudar os músculos a terem um bom funcionamento na hora do esforço e garantir suas reservas de energia.

Escolha fontes de cálcio, esse nutriente é muito importante e pode ser encontrado não apenas no leite e derivados, confira:

  • Couve
  • Brócolis
  • Laranja
  • Soja
  • Sardinha
  • Espinafre
  • Grão de Bico
  • Aveia
  • Semente de Gergelim
  • Linhaça

Os alimentos ricos em potássio também atuam na prevenção dos espasmos involuntários. Quem nunca escutou que é bom comer uma banana por dia para não ter cãibras?

Além dessa fruta, podemos acrescentar:

  • Mamão
  • Tomate
  • Batata
  • Feijão
  • Damasco
  • Atum
  • Peito de Frango
  • Salmão
  • Abacate
  • Arroz integral

E finalmente, inclua alimentos ricos em magnésio:

  • Acelga
  • Amêndoas
  • Feijão Preto
  • Ameixa seca
  • Castanha do Pará
  • Semente de Abóbora
  • Chocolate Amargo
  • Tâmaras
  • Gérmen de Trigo
  • Figo Seco

 

Respire fundo na hora da dor

 

Puxar ou alongar o local pode provocar uma lesão mais séria, portanto, respire fundo e tente relaxar o músculo com massagens circulares.

Ao passar a dor, comece a se movimentar aos poucos...

E para não ter surpresas, exercite-se todos os dias, mesmo que seja apenas uma caminhada!

Quer uma motivação extra? Confira os modelos das roupas fitness da Ziboo em nosso site!