Combinação que não dá certo: álcool e exercícios físicos

 

A questão é polêmica e já existem muitos estudos para testar se o consumo de bebidas alcoólicas prejudica o desempenho e a recuperação dos atletas e praticantes de atividades físicas.

A resposta até o momento é que sim, por fatores já conhecidos como o comprometimento de diversas funções metabólicas (renal, cardiovascular, muscular, termorregulação corporal e metabolismo de carboidratos), das quais vamos destacar as principais consequências neste artigo.

 

O álcool altera o metabolismo

 

Essencial para a obtenção de energia, o metabolismo funciona através da quebra da glicose, que é distribuída para todos os órgãos e músculos.

Ao beber, prejudicamos essa distribuição e o captação da glicose no fígado e nos músculos, o que faz com que a utilização dessa energia durante o exercício seja menor.

 

Prejudica a termorregulação e a hidratação

 

O álcool desidrata o corpo por agir como inibidor do hormônio anti-diurético (ADH).

É recomendado não ingerir bebidas alcóolicas pelo menos 72 horas antes de qualquer prova, pois a desidratação pode se agravar com a transpiração e na perda de mais água e de sais minerais.

A termorregulação também fica prejudicada já que seus mecanismos centrais acabam diminuindo mais a temperatura do corpo do que o ideal.

 

Engorda por conter muitas calorias

 

Calorias em excesso, que são calorias vazias, por não conterem nenhum valor nutritivo. 1 grama de álcool contém 7 kcal.

Aquele exagero do final de semana pode custar uns quilinhos a mais e dificuldades nos processos de perda de peso, assim como agravamentos de doenças relacionadas à obesidade como diabetes e hipertensão.

 

Diminui o desempenho

 

Dentre os seus efeitos, o álcool é um depressor do sistema nervoso central (SNC) e com isso, prejudica algumas funções necessárias ao bom desempenho físico como a memória, o tempo de reação, habilidades motoras finas e o sono.

Atividades em grupo ou individuais não alcançam bons resultados já que não é melhorada a força, a potência e nem a resistência após a ingestão alcoólica.

A falsa sensação de relaxamento e de euforia é seguida da queda na performance durante o exercício.

 

O que fazer para evitar prejuízos em sua performance

 

Se você bebe com moderação e pratica exercícios de forma moderada a intensa, precisa tomar alguns cuidados para não prejudicar o seu corpo e os seus resultados:

  • Para garantir a hidratação, evite bebidas alcoólicas por 48h pelo menos antes de suas provas ou treinos mais pesados.
  • Evite principalmente o consumo excessivo de bebidas destiladas devido ao alto teor alcóolico e calórico
  • A bebida mais indicada, caso for beber, é o vinho, pois ele contêm um polifenol chamado resveratrol, conhecido por suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anticancerígenas.
  • Evite beber logo após a atividade física para uma melhor e mais rápida recuperação muscular

 

A combinação entre exercícios e álcool pode ser bastante prejudicial e, para aqueles que não conseguem ficar sem uma cervejinha ou um drink nos finais de semana, a solução é ter moderação e seguir as dicas acima para que o seu rendimento seja satisfatório.